"As imagens a frente nos remetem a ilusão de conhecermos o tudo de tão pouco espaço, num ângulo de visão distorcido quanto a realidade dos caminhos tomados ao longo da vida. A vivência de tempos nos transmite a certeza do ontem e a bravura do hoje, mas não pode nos mostrar o caminho do correto amanhã. Os versos em suas variadas formas, demostram de forma única a cada um de nós, as maneiras de levar a frente a maior incógnita do mundo, a vida! - Sintam-se a vontade para comentar ." O autor.

segunda-feira, 28 de março de 2011

SEJAMOS NÓS

Mesmo que sejamos nós
Jovens loucos desse mundo
Fazemos dos amigos a vida
Puxando lembranças do fundo

Brincando de palavras
Nos escondendo entrelinhas
Tantas lembranças minhas
Removendo a solidão

Buscando outra forma
Que não seja normal
De viver a vida
Nesse mundo animal
Buscando aquele dia
Em meio ao temporal
Passamos a vida
Nesse mundo marginal

Rumando pelas cidades
Os pensamentos fluem
Talvez se mudem
Pras idéias inovar

Mesmo que o céu
Não esteja azul
Vejo o véu
Que cai em ti

Mesmo que brinque
De ser só seu
Busco em teu rosto
Um sonho meu.

Diôzer R. Dias

Um comentário:

  1. - oooi :) .. to passando pra dizer que tem um presentinho pra você aqui > http://juliane-bastos.blogspot.com/2011/04/desde-04042010.html < .. é de agradecimento por fazer parte da história do meu blog. obrigada por tudo, beijos :*

    ResponderExcluir

- Direitos:

Todos os textos/frases/mensagens/palavras/etc..., aqui postados são de autoria de Diôzer Rodrigues Dias, as imagens utilizadas foram retiradas através de site de busca na internet. Todo e qualquer artigo literário que venha a ser utilizado neste Blog levará como rodapé sua autoria.

Sem mais, espero que gostem da leitura e aproveitem bem o espaço destinado a comentários.

Att. Diôzer Rodrigues Dias.